sábado, 15 de maio de 2010

7 Crítica: Homem de Ferro 2

Homem de Ferro 2
(Iron Man 2, 2010)

Direção: Jon Favreau
Roteiro: Justin Theroux
Elenco: Robert Downey Jr., Gwyneth Paltrow, Don Cheadle, Scarlett Johansson, Sam Rockwell, Mickey Rourke




Por Mateus Souza

Com grande foco nos personagens, a volta de Tony Stark resulta em um filme divertidíssmo.

Um dos filmes mais aguardados do ano, Homem de Ferro 2 chega com a difícil missão de superar o seu antecessor – sucesso de público e crítica. E a boa notícia é que, sim, ele consegue – tanto no que diz respeito ao conteúdo quanto à bilheteria: o filme já é a melhor abertura do Marvel Studios e a Paramount Pictures nos Estados Unidos.

Na continuação, o mundo já sabe que o bilionário Tony Stark (Robert Downey Jr.) é o Homem de Ferro. Sofrendo pressão do governo, da mídia e do público para compartilhar sua tecnologia com as forças armadas, ele reluta em divulgar os segredos por trás da armadura do Homem de Ferro, temendo que a tecnologia caia em mãos erradas. Stark deve, ainda, lidar com o fato de sua invenção estar lhe envenenando e com o aparecimento de Ivan Vanko, filho de um ex-sócio do seu pai, que deseja vingança.

Robert Downey Jr. volta ao papel que o fez ressurgir, com força total. Ele é Tony Stark e ninguém mais pode mudar isso. Stark não é um personagem fácil, como muitos podem pensar. Ele é arrogante, egocêntrico, inconseqüente. E Downey Jr. consegue ser tudo isso sem fazer com que o público o odeie. Pelo contrário, nos adoramos Tony Stark!

O irônico de tudo isso é que Downey Jr. e o próprio diretor Jon Fravreau (Zathura - Uma Aventura Espacial) não pareciam as melhores escolhas. O primeiro vinha se recuperando de um ostracismo profissional devido ao seu problema com drogas, sem contar o fato de já ter mais de 40 anos – o que não é bom para uma franquia de filmes. O segundo era um ator de comédias não muito badalado, com um pequeno currículo como diretor, e pouca ou nenhuma experiência em filmes de ação.

Os dois deram muito certo. Downey Jr., como já dito, encarnou com todas as forças o personagem e Fravreau, por também ser ator, proporcionou uma ótima direção de elenco, fazendo com que o principal atrativo do filme sejam os personagens (que agora são muitos), e não as cenas de ação.

Cenas de ação essas que são bem divididas no filme. Temos três grandes sequências (a luta entre armaduras é engraçadíssima), todas muito bem filmadas, apesar de não serem o maior destaque do filme. O destaque mesmo são os personagens e a maneira como se desenvolvem. Mérito de Fravreau e do roteirista Justin Theroux (do hilário Trovão Tropical).

A relação de Tony com Pepper Potts (Gwyneth Paltrow) fica mais interessante com a chegada de Natasha Romanoff (Scarlett Johansson), uma agente da S.H.I.E.L.D disfarçada. Tem também a entrada de dois vilões (elemento que faltou no primeiro filme): Ivan Vanko, interpretado pelo também renascido Mickey Rourke (que sempre fica um luxo com óculos de grau) e o empresário bélico Justin Hammer – que Sam Rockwell interpreta com um empenho tão grande quanto o de Downey Jr.. Também fazem parte do elenco Don Cheadle, que substitui seu amigo Terrence Howard, fazendo James Rhodes, melhor amigo de Tony e, agora, possuidor de uma armadura; Samuel L. Jackson, vivendo Nick Fury, e o próprio Fravreau, que ganha mais espaço como o segurança Happy Hogan.

O filme dá um passo importante na criação do chamado "Universo Marvel no cinema", que culminará no filme dos Vingadores, juntando em um filme só Capitão América, Thor, Hulk e, é claro, o Homem de Ferro.

Com muito mais humor, uma ótima trilha sonora (AC/DC sempre empolga) e personagens bem desenvolvidos, Homem de Ferro 2 supera as grandes expectativas que o cercavam. Não é o melhor filme de super-heróis já lançado (ainda prefiro Homem-Aranha 2), mas, certamente, figura entre os melhores.

7 comentários:

Jardel Nunes disse...

Para nós fãs de HQS né Mateus, era o filme mais esperado do ano mesmo, e no ano que vem vai ser Thor, e depois Capitão e os Vingadores...
E você falou tudo, o filme é isso ai mesmo, personagens de destaque e ótimas cenas de ação colocadas com pudor e nos lugares certos...
Não sei se você está acompanhando as HQS do Homem de Ferro nos últimos tempos, mas essa história do filme que o Stark tem medo da tecnologia criada por ele caia em mãos erradas se parece muito com o arco de histórias que se passou a pouco nas HQS (veja nesse texto publicado no http://topangablog.blogspot.com/2010/04/de-repente-quadrinhos-homem-de-ferro.html)...

Abraços nerds e esperemos 2012 hehe

Mateus, O Indolente disse...

JARDEL: Sim, agora eu espero a chegada de Kick Ass! Ah, eu não venho acompanhando as histórias dele, mas li o texto no seu blog falando desse arco. Eu começarei a acompanhar a partir dessa nova "Era" da Panini - se não me engano, a partir de junho ele ganha um título prório.

Abraço.

Kahlil Affonso disse...

'Homem de Ferro 2' é um grande filme, mas certamente não o considero superior ao primeiro ja que o antecessor possui um desenvolvimento de personagem altamente superior a este. Ambos os filmes estão na mesma linha. A melhor coisa deste novo filme foram as citações diretas de 'Os Vingadores' e 'Capitão América'!!!

http://cinema-em-dvd.blogspot.com/

Cintia Carvalho disse...

Oi Mateus!

Ótima crítica. Já li diversos textos sobre ele e até agora todos foram unânimes em afirmar que a continuação é tão boa quanto o original. Não sou uma fã de HQ, somente "superman", "x-man" e "homem aranha" são os que gosto e cheguei a ler quando criança e adolescente.

Ainda não vi o primeiro. Vou esperar sair em vídeo para ver, pois segundo dois amigos que viram e gostaram, ambos me aconselharam a ver o original para depois ver este para entender a história. Então, vou seguir suas dicas.

Um beijinho carinhoso.

R. Meireles disse...

Achei esse filme fora de serie, superou o primeiro, coisa que eu achava dificil. Além do meu tio estar no filme como dublê oficial de Downey Jr, tbm tive o imenso prazer de assisti-lo ao lado de teteus de souza, o futuro Tarantino o cinema brasileiro!


Meus sinceros elogios grande amigo! ;@

cabaretcinefilo disse...

Depois de ter detestado o primeiro, diga-se de passagem o personagem central é irritante, esse aqui é um pouco mais divertido, porém, nada além disso.

Mateus Souza disse...

KAHLIL: Ah, as citações são demais...e que venha o filme dos Vingadores, mas primeiro Thor e Capitão América.

CINTIA: Seus amigos têm razão, hehe, é melhor assistir ao primeiro e depois ao segundo.

R. MEIRELES: Sempre comediante...

CABARETCINEFILO: Um dos poucos que não gostam de Tony Stark, hehe.

Obrigado pelos comentários!

Postar um comentário

O Cinema para Desocupados agradece pelos comentários!

Sempre que necessário os responderemos.